Índice

Agradecimentos

Prefácio

Introdução

Capítulo I – Fundamentos

  • 1. Discussão Inicial
  • 2. Relações Humanas
  • 3. Moral versus Ética
  • 4. O significado de Compliance
  • 5. O que é Corrupção
  • 6. Legislação
  • 7. Convenções Mundiais
  • 8. Organismos Internacionais
  • 9. O Progresso do Brasil – uma visão otimista

Capítulo II – Programa de Compliance

  • 1. Programa de Compliance
  • 2. “Tone from the Top”
  • 3. Estratégia de Implementação de um Programa de Compliance
  • 4. Riscos de Compliance
  • 5. Definição dos requisitos
  • 6. Estruturação de um projeto de Implementação
  • 7. Desenho dos processos e controles
  • 8. Implementação dos processos e controles
  • 9. Geração das evidências práticas
  • 10. Auditoria interna
  • 11. Ajustes finais
  • 12. Reteste e conclusão do projeto quando não houver nenhuma pendência
  • 13. Comunicação para toda a organização
  • 14. Reportes para a Alta Direção
  • 15. Papel do Gestor do Projeto – durante todo o processo
  • 16. Exemplo de um cronograma

Capítulo III – Departamento de Compliance

  • 1. Introdução
  • 2. A escolha do líder de Compliance
  • 3. Missão do Diretor do Compliance
  • 4. Hierarquia: como fica o Compliance na organização e quais são suas interfaces
  • 5. Independência do Diretor do Compliance
  • 6. Dimensionamento do Departamento de Compliance
  • 7. Escolha da Equipe do Departamento de Compliance

Capítulo IV – Assuntos Relevantes

  • 1. Código de Conduta
  • 2. Conflitos de Interesse
  • 3. Confidencialidade
  • 4. Retaliação
  • 5. Presentes e Hospitalidades
  • 6. Doações e Patrocínios
  • 7. Parceiro Comercial – Terceira parte
  • 8. Aquisições e “Joint Ventures”
  • 9. Lavagem de Dinheiro
  • 10. Pagamentos de Facilitação
  • 11. Fraudes Contábeis
  • 12. Processos de Escalação
  • 13. Materialidade

Capítulo V – Processos de Compliance

  • 1. A Importância da Gestão por Processos
  • 2. Como Desenhar os Processos-Macro de Compliance
  • 3. Exemplo de Processos-Macro de Compliance
  • 4. Composição dos Processos-Macro de Compliance
  • 5. Processos e atividades de Compliance
  • 6. Considerações Finais

Capítulo VI – Controles e Testes de Compliance

  • 1. Controles e Testes
  • 2. Seleção de amostras
  • 3. Controles de Compliance

Capítulo VII – Canais de Denúncia, Investigação e Casos de Compliance

  • 1. Introdução
  • 2. Tríade de Compliance
  • 3. Casos de Compliance, reais ou potenciais
  • 4. Divergências ou falhas em processos de Compliance
  • 5. Suspeitas ou preocupações
  • 6. Ferramentas

Capítulo VIII – Comunicação e Treinamento

  • 1. Introdução
  • 2 Estratégia de Comunicação>
  • 3. Criação da marca
  • 4. Plano de Comunicação
  • 5. Sistema de Medição para a Gestão do Plano de Comunicação
  • 6. Inovação
  • 7. Como comunicar
  • 8. Exemplos práticos desenvolvidos pela Siemens Brasil
  • 9. Treinamentos
  • 10. Admissão de novos funcionários
  • 11. História da Coca-Cola – uma alegoria sobre a importância da boa comunicação
  • 12. Gestão da Comunicação

Capítulo IX – Dia a dia do Compliance

  • 1. Agregando valor à empresa
  • 2. Os quatro “chapéus” do profissional do Compliance
  • 3. Casos práticos – “chapéu” adequado para cada ocasião
  • 4. Inserido no dia a dia das áreas
  • 5. Situações do cotidiano

Capítulo X – Interfaces Internas

  • 1. Introdução
  • 2 Relacionamento com o RH
  • 3. Relacionamento com o Departamento Jurídico
  • 4. Relacionamento com o Departamento de Auditoria
  • 5. Relacionamento com o Departamento de Controles Internos e SOx
  • 6. Relacionamento com o Departamento de Contabilidade e/ou Finanças
  • 7. Relacionamento com o Departamento da Qualidade
  • 8. Outras Interfaces
  • 9. Gestão Sistêmica das Interfaces

Capítulo XI – Interfaces Externas

  • 1. Introdução
  • 2. “Collective Action”
  • 3. Contribuição da Empresa
  • 4. Exemplo de sucesso de ação coletiva
  • 5. Considerações Finais

Capítulo XII – Gestão das Pessoas

  • 1. Introdução
  • 2. O objetivo pessoal
  • 3. Atuação do líder
  • 4. Diálogo chefe & subordinado
  • 5. Diálogo chefe & equipe
  • 6. Satisfação Geral da Equipe
  • 7. Gestão dos Embaixadores
  • 8. Motivação da Estrutura de Compliance
  • 9. Reconhecimento
  • 10. Outras práticas
  • 11. Esquema da Gestão das Pessoas – Departamento de Compliance

Capítulo XIII – Gestão do Compliance

  • 1. Introdução
  • 2. Fundamentos da Gestão
  • 3. Gestão do Compliance
  • 4. Exemplos práticos de Ferramentas
  • 5. Visão Geral

Conclusão

Referências Bibliográficas