Conflito de Interesse

Configura-se conflito de interesse quando, por conta de um interesse próprio, um funcionário pode ser influenciado a agir contra os princípios da empresa, tomando uma decisão inapropriada ou deixando de cumprir alguma de suas responsabilidades profissionais. São situações onde o julgamento e/ou atitude da pessoa esteja talvez distorcida em favor de outros interesses, em detrimento dos da organização.

Uma potencial situação de conflito de interesse não significa tornar-se de fato um conflito. Por outro lado, a empresa precisa estar alerta aos casos do dia a dia, para se precaver e evitar a sua ocorrência na prática. Seguem alguns exemplos de situações que merecem, ao menos, um ponto de atenção especial:

  • Existência de parentes na mesma linha de reporte hierárquico
  • Existência de parentes próximos em posição de decisão em órgãos públicos
  • Funcionário com um segundo emprego
  • Funcionário com alguma relação com empresas concorrentes
  • Funcionário com parentes em empresas concorrentes
  • Familiares com poder de decisão em empresas com relacionamento comercial com organização do funcionário
  • Funcionários com participação societária na empresa
  • Os exemplos aqui mencionados não pretendem esgotar as possibilidades de potencial conflito de interesse, mas apenas trazer a reflexão ao leitor, para esse poder decidir quais são os casos aplicáveis em sua empresa.

    Esse texto foi baseado no conteúdo do livro "Compliance – A excelência na prática" de Wagner Giovanini. Para saber mais, acesse a página do livro aqui.